PACAEMBU

Casório Tuca & Regis

Atibaia, SP, Brazil

Falando sobre alegria compartilhada, 14 de Abril foi um desses momentos, como o final da novela das nove. Conheci a Tuca há 4 anos, no meu primeiro estágio em design, fomos de chefe e funcionária a melhores amigas. E vencemos juntas! Compartilhamos muitas coisas ao longo desses anos, aprendemos que a vida é muito louca e que tudo pode mudar a qualquer momento. Compartilhamos momentos transformadores, alegrias, ombro e ouvido, muito choro e enfim crescemos. Depois de meses de preparação, frio na barriga e correria o grande dia chegou. Eu estava mais nervosa que a noiva, meu coração disparava. Quando cheguei vi que tudo estava como ela sempre sonhou. O tal do azul tiffany, flores do campo, o Abu e a família reunida.

11:45 ela me chamou no "Banheiro da Noiva".
- Ai amiga, deu tudo certo!
- Ô amiga, cê tá tão bonita!
- Eu tô nervosa
- Eu também
Depois de me explicar 10x o que eu tinha que fazer durante a cerimônia, ela foi. Fiquei repetindo mentalmente "Ok, pegar o Abu e as flores no quarto. Pegar o Abu e as flores no quarto, tá certo ok" é o que mesmo? No final deu tudo certo, minha amiga casou e eu peguei o buquê rs. Juro que não foi marmelada, todos rimos sem acreditar que foi justo comigo. 14 de Abril entrou para a nossa lista e que toda alegria destinada seja sua, nossa e compartilhada. Te amo muito amiga <3

Jockey Club



Enrolando no CataVento


Mercadão



Com a chegada das férias, visitar o mercadão foi o primeiro lugar que me passou pela cabeça. Esse foi o primeiro passeio de quando eu e o Léo nos conhecemos, então sempre é muito bom voltar lá rs. Como todo fim de ano o Mercadão estava lotado, mas tudo o que queríamos era comer o famoso sanduíche de mortadela. Escolhemos uma lanchonete no tério e mal tínhamos lugar para sentar. Compramos um para dividir, afinal é um sanduíche bem grande mas que no final eu acabei terminando a metade dele como sempre. (Ninguém imagina que um Ogro daqueles, come menos que eu rs!). Bom, escolhemos um cantinho só nosso com cuidado e foi a melhor coisa.






Resgatando madeiras de demolição


Esse ano passamos por uma reforma e grande aqui em casa. Na mudança escolhemos decorar o novo espaço com móveis rústicos e carinhosamente apelidamos o antigo terraço de a casa da fazenda rs. Como meu pai adora fazer de um tudo, a moda da vez foi a brincar de carpinteiro. Depois de alguns vídeos alá faça você mesmo, aliado a habilidade monstruosa em criar e concertar coisas do meu pai, saímos em busca do tipo certo de madeira. 

O primeiro móvel foram as portas de madeira do armário da cozinha, seguido pelas prateleiras, nichos para plantas e lixeiras para seleção de lixo. Agora sempre que vemos uma caçamba a vista, não perdemos a chance. ;D


Nosso Natal



Nosso natal, foi mais uma vez só nosso e adoramos. As vezes penso em passar na casa de algum parente ou amigos, mas no final sempre me rendo ao nosso sossego. Esse ano passamos em casa eu, minha mãe e o Léo e no dia seguinte fomos almoçar no sítio em Santa Isabel com meu pai. Aproveitei para registrar o dia, colhemos acerola, uva, cacau e tomamos banho de piscina :D

ah e Feliz Natal pessoal 💛